terça-feira, 28 de julho de 2009

Bambus


Como bambus,
Difícil quebrar, arqueia-se...
Se me detiver ao vento, arqueio,
Sinto o vento...O ar é pleno.
Ele leva toda aparente “segurança” onde se segurava ate na negação.
Sinto o movimento no aqui-agora.

Mas se me detiver no aparente vento forte, arqueio.
Se me detiver no aparente...
A tridimensão retida nos medos e duvidas.
Nos e “se” e “se”...
Há tanto aparente, e sou o que sou quando Sinto.
Dentro deste momento, não tempo, e sim sentir...Sim, já foi bambu.
Talvez ainda seja, assim minha mente fala.
Mas não é como sinto,
Não estou plantada, plantado esta no meu coração: o som.
E a ele sigo...
( Com pleno respeito aos belos bambus, ao reiki...linguagem figurada)

9 comentários:

ESSÊNCIA ÓRION disse...

É propriedade do bambu o respeito amiga!

tereza disse...

Sim, ha pleno respeito=Reiki.
Obrigada

Fausto Sotam disse...

A nossa mente é como o bambu, oscila sempre com o vento, mas como é forte, volta sempre ao seu lugar, ao som infinito, silencioso, ás suas raizes fortes e básicas, Abraços e tranquilidade...

tereza disse...

Verdade Fausto.
Abraço

Norma Villares disse...

O bambu cresce silenciosamente, de repente ele dá um salto em seu tamanho. Assim é a nossa evolução mental e espiritual. Vai seguindo rumo, acumulando conhecimento e experiência, até que um dia acontece o salto qualitativo. O O BHUMMMMM quântico! Rosas perfumosas pra você senciente Tereza. Beijo de luzes e cores

tereza disse...

Obrigada Norma.
Comungo contigo no salto, mas ele esta ligado a sintonia...
Bjs de luz e cores!

Clara disse...

O movimento que voce reporta é da energia coração. lindo!

tereza disse...

Sim Clara, extamente Este movimento.
Namaste!

Maria Izabel Viégas disse...

Amada, quando criança tinha medo dos bambus, não dles, mas do som que o vento fazia ao intentar quedá-los. Hoje tenho três espécies de bambus. E nenhuma destas o vento faz o som. O que quero dizer: Quando não temos segurança de quem somos o vento nos assusta, pois nem sabemos como é nossa energia-bambu-força. Ao tomarmos posse dos domínios da alma, ao entendermos o que é esse movimento- vento- perdemos o medo , o se...se. é ele o impulso que nos eleva , que nos ascensiona à grande dimensão do Ser- Amor
Querida, seu Espaço me ilumina!
Beijos!