domingo, 31 de janeiro de 2010

Dar-se conta...

 
Ate dar-se conta do enfim...
A ponte do Lá e Cá, Cá e Lá.
Onde o mal ou mau está na inconsciência.
Dar-se conta que é seguindo o Sentir do coração.
...e somos acolhidos!
Forma-se o Campo dentro do que Sentimos.
Uma única vontade: a Tua.
Atua em cada pulsar consciente.
E apenas aguarda-se o mais belo Amanhecer.