sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Ponte



A ponte.
No aqui agora ela presente.
Transpô-la é também escolha.
Um transporte para nossos corações.
Seguindo adiante há o Campo. 

domingo, 25 de outubro de 2009

Som do Chamado

-->
-->A expansão segue o ritmo do pulsar do coração.
A mente acompanha qual o balanço: um vai e vem.
Se respiro o que o que sinto,
Mais forte e intenso fica o Vai e Vem.
O foco: Ali.
No balanço... há um aguardar.
Mesmo que quietos fiquemos,
há o ritmo...
O aguardar,
garantindo-se: a chama está acesa e sinto o som
O chamado de Ali chegar.
Pois parte de mim,
ali esta. 

domingo, 18 de outubro de 2009

Sopro



Qual vento,
flecha ou tecla...Energia corre.
A recepção é de cada um, como a decodificação.
Enquadrá-la para assimilá-la.
Sentir para agir.

Movimento e expansão,
Alguns em recolhimento de si para consigo.
Pois o expressar é expor-se.
Onde há o tempo pessoal.

Voltamos á consciência,
Caminhos ou trilhas. Independe, pois o sopro nos coloca em posições.
Em todos é sentida: mudança.
O sopro alia-se á própria energia coração.
E a lógica nem sempre alcança.
Retidos alguns...Mas isso está acima.
Importa é que sentem e dentro do “tempo certo” voltaram a dar as mãos. 

Movimento: Leque aberto, onde todos são acolhidos.
Expansão: sopro exalação.
Mudanças: sintonização.
E a bela canção entoada.
Você, eu... Entoada por todos os corações,
em aliança: o sopro que a leva.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Sempre



No Silêncio, e vazio da mente.
Existe só o Agora Sempre.
Respirando e exalando.
Ritmo do pulsar coração.
Luz acessa em todos nós.
A Luz e o Sempre: Amor.
A percepção amplia-se: o Prometido ocorre!
O render Graças...


sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Observa


Olhando a própria imagem refletida,
do Lá ao Cá, Cá e Lá.
Qual arco, ponte.

Dentro da visão tridimensional: difícil enxergar.
A percepção da energia coração, Amor: o fluxo expansão.
Há mudanças...
A pergunta que a mente faz: para onde?
E a resposta: onde teu coração aponta.

domingo, 4 de outubro de 2009

Despertar


Dentro do não tempo, sente-se: Agora.
Este sentir entra no aqui em terra pelo coração, e trás o Agora.
E o prometido fica mais e mais sentido e visível.

Tuas palavras e promessas.
Não fogem ao sentido, o sentido teve que percorrer o tempo.
E torna-se sentido caminho,
torna-se sentido no coração.
Não são dúbias, são claras como a Fonte, são as mesmas há séculos.
A limitação racional enquadrou,
o que foge ao quadrado da matéria e transcende.
E cada um que as sente: exala nos quadrantes.
Despertar...Despertar ao compromisso assumido por si mesmo.

sábado, 3 de outubro de 2009

Momento

 
Momento de silêncio.
Árvores em meio às areais...
Luz permeando Tudo. 

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Passo

Um passo é dado.
Diante de “longo tempo”: manutenção.
Onde a Água era dada aos que tinham sede.
Agora seguem a Fonte.
O passo dentro do compasso da canção.
Há consciência do foi e será.
O É... vem o leve sorriso, a condução norteia - como sempre.
Passo, que se enquadrar na classificação mental, sairá um: é muito.
A resposta: são para os que sentem.
A “seleção” não é de ninguém, é apenas e tudo: Sintonia.
A flecha no Ar indica e mostra: rumo.
Juntos no Somos, um abrigo.